Total de visualizações de página

terça-feira, 3 de maio de 2011

REMÉDIOS





Agora eu quero remédios
Muitos remédios
De todas as cores
De vários tamanhos
E amargos sabores


 Qualquer comprimido
Um milhão de cartelas
Em frascos de vidro
Não importam as sequelas

Pilulinhas azuis, bolinhas amarelas
Efeitos colaterais pra sentir de tabela
Não importa o remédio
Remédio sem prescrição
Remédio de tarja preta
Remédio pra solidão
Uma receita pra dor
E super dosagem pro amor


 Agora eu quero remédios
Muitos remédios
Pra eu esquecer quem não sou
Eu quero um remédio
Pra você se acalmar
Um tranquilizante 
Pra eu poder me calar
Um expectorante
Pra fazer perdoar
Um antioxidante
Pra eu fingir que não estou

Mesmo sendo placebo
Qualquer coisa eu bebo
Xarope da perfeição
Injeção da paciência
Alguma revolução
Uma invenção da ciência


 Eu quero muitos remédios
Pra acordar minha apatia
Pra adormecer o meu vício
Pra passar meu sacrifício
As cápsulas de poesia

Remédio pra adoecer
Pra ter que ter terapia...

Remédio pra tomar de noite
Remédio pra não ver o dia
Uma fórmula, uma magia
Pra me transformar

Eu quero muitos remédios
Que a doença é a própria fissura
É a crença de que existe uma cura 
Pra não ser tão difícil amar...









...

3 comentários:

  1. Mesmo trabalhando a area de Saúde, eu evito a automedicação e quando tenho que fazer uso de medicamentos indicados pelo médico, eu leio muito bem a bula e só faço isso se realmente precisar. Abraço!

    ResponderExcluir